Qual a relação entre dores nas pernas e problemas relacionados à circulação?

Dor nas pernas é um dos sintomas mais comuns nas consultas ao cirurgião vascular. Mas será que isso sempre significa algum problema circulatório?

Obviamente que não, e nem precisa ser médico ou especialista em doenças vasculares para responder a esta pergunta, entretanto existem várias doenças circulatórias que podem se manifestar por quadros dolorosos.

Quando devo suspeitar que dores nas pernas estão relacionadas a problemas circulatórios?

 crianças brincando

Idade                                   

Quantos anos você tem? Esta informação é de total relevância. Crianças e adolescentes, habitualmente muito ativas neste período da vida, frequentemente apresentam dores originárias de pequenos traumas ou batidas do dia a dia nas brincadeiras e atividades esportivas. Não é incomum também a ocorrência de dores relacionadas ao crescimento que, por vezes, se perpetuam por um período de tempo prolongado. Durante a infância e adolescência a ocorrência de problemas vasculares sérios que levam a dores nas pernas é muito rara.

É na fase adulta que geralmente se instalam as doenças circulatórias. Cada problema, relacionado às artérias ou veias, apresenta características específicas.

  dor nas pernas

Característica da dor

As dores decorrentes de problemas arteriais podem ter duas características distintas: agudas ou crônicas. Dores de início súbito, de forte intensidade e sem fatores de melhora são indicativos de que podemos estar frente a uma obstrução aguda de uma artéria do membro inferior, sobretudo se ocorrer palidez e diminuição de temperatura da perna e do pé. Nestes casos, a procura de um profissional, de preferência um especialista em cirurgia vascular, tem que ser imediata pois, caso seja constatada uma obstrução arterial, o tratamento deve ser prontamente realizado, sob risco de amputação nos casos mais graves e na demora para o início do tratamento. Geralmente essas obstruções arteriais agudas são decorrentes de tromboses das artérias ou embolia arterial. A idade de ocorrência, na maioria dos casos, é acima dos 55-60 anos. Fique atento se já estiver em tratamento de alguma arritmia cardíaca porque a fonte do problema pode ser aí. Tabagismo, hipertensão arterial e diabetes mal controlados são fatores de risco para o problema.

A obstrução arterial crônica manifesta-se de outra forma. As dores são desencadeadas pelo esforço, ou seja, não aparecem durante o repouso, a não ser nos casos muito avançados; elas aparecem durante o caminhar. Frequentemente as pessoas apresentam dor nas panturrilhas ao andar uma certa distância, longa no início, e que pode ir piorando com o tempo, até a dor ficar insuportável e obrigar a pessoa parar de caminhar. Geralmente estas dores cessam completamente após alguns minutos de descanso e voltam a aparecer novamente com o caminhar. A causa desta dor é a obstrução progressiva das artérias que vai levando a uma deficiência de irrigação dos músculos das pernas. Neste caso também há risco de amputação nos casos extremos caso não haja um tratamento adequado. Mais uma vez, os principais fatores de risco são o tabagismo, hipertensão arterial e diabetes mal controlados.

varizes

Problemas venosos

As doenças venosas são as responsáveis pela maior incidência de quadros dolorosos de origem circulatória das pernas. Entretanto o desconforto causado por elas é muito diferente daquele causado pela obstrução das artérias.

Aqui também há que se diferenciar os problemas agudos dos crônicos.

A insuficiência venosa aguda, também conhecida como trombose venosa profunda, manifesta-se por uma dor insidiosa, ou seja, lenta e progressiva. Pode ser intensa, mas normalmente tolerável. Porém, dependendo da extensão da trombose, pode ser bastante desconfortável. Além da dor, a trombose é acompanhada de inchaço no membro afetado que, via de regra, é unilateral (apenas um dos membros). É doença potencialmente grave e, à menor suspeita, deve-se procurar o cirurgião vascular imediatamente para  que seja instituído o tratamento o mais breve possível, caso contrário, há risco de embolia pulmonar e de morte.

Já a insuficiência venosa crônica, mais conhecida como varizes, manifesta-se  por uma sensação de peso e cansaço nas pernas, sempre no período da tarde, quando as veias das pernas estão mais dilatadas, causando um desconforto característico. Como marca registrada, o peso e a dor provocados pelas varizes habitualmente melhoram com o caminhar, pois a movimentação ajuda o retorno venoso e alivia o sintoma. Da mesma forma, obtem-se alívio do desconforto pela elevação das pernas.

acordar com dor

Acordo com dores nas pernas, será circulação?

Quadros dolorosos relacionados ao acordar raramente estão relacionados a problemas circulatórios. Muitas vezes são desencadeados por doenças reumatológicas (popularmente conhecidas como “reumatismo”) ou ósteo-articulares. Também não é infrequente o estresse do dia a dia ou a ansiedade causarem dores nas pernas. Estas condições, muito comuns na vida moderna, sobretudo nas grandes cidades, geralmente coincidem com períodos de maior agitação na vida pessoal ou profissional das pessoas. Portanto, faça uma reflexão: será que não estou passando por um período de turbulência emocional?

Além disso, falta de atividade física também gera quadros dolorosos nas pernas. E nada mais saudável para relaxar a mente e os músculos do que uma atividade física regular.

Também podem causar dores nas pernas as doenças relacionadas à coluna vertebral, com inúmeras afecções que originam quadros dolorosos diversos. Desde posturas inadequadas que podem causar dores irradiadas para as pernas, até hérnias de disco, degenerações próprias do envelhecimento, estreitamentos do canal medular etc etc etc. Não esquecendo das ciatalgias (dores relacionadas ao nervo ciático) que também são muito comuns.

Espero que estas orientações tenham ajudado. Entretanto, na dúvida, não deixe de consultar um especialista no assunto.

Sobre Dr Rogerio Neser

 

Quer saber mais sobre o tema? 

Veja nossas sugestões com links para mais textos do Dr Rogerio:

 

Celulite ou varizes: o que mais incomoda nas pernas das mulheres?

 

Musculação e atividades físicas provocam varizes?

 

Como ficar livre dos vasinhos das pernas e sem dor! (vídeo)